Engenharia da Confiabilidade

  • Carga Horária

    16 horas ( 2 sábados)

  • Periodicidade e horários

    Sábados quinzenais, de 8h30 as 17h30

  • Objetivos

    Estudo da confiabilidade dos equipamentos para funcionamento dentro das suas especificações com o desempenho esperado, nas condições em que foi projetado, durante um determinado período de tempo. Estudo do gerenciamento de riscos, possibilidades de falhas de equipamentos, sistemas ou instalações para atuar sobre as falhas potenciais reduzindo ao mínimo possível suas ocorrências.

  • Programa

    I – CONCEITOS INICIAIS

    Confiabilidade. Disponibilidade. Precisão. Exatidão. Probabilidade de Falha. Incerteza. Risco. Ameaça. Oportunidade. Impacto.

    II – GERENCIAMENTO DE RISCOS

    Planejamento. Premissas e Restrições. Critérios (Probabilidade de Ocorrência/ Impacto/ Detectabilidade/ Urgência). Mapeamento. Tipos de Riscos (Contextuais / Organizacionais / Ambientais / Operacionais / Financeiros / Técnicos). Priorização (Matriz Probabilidade x Impacto). AVALIAÇÃO DOS RISCOS –qualitativa (Exposição aos Riscos).

    Método de Mosler

    Critério de: Função / Substituição / Profundidade / Extensão / Agressão / Vulnerabilidade.

    Importância do risco / Danos causados pelo risco / Magnitude do Risco / Probabilidade / Grandeza do Risco. Plano de Ação: Eliminar / Transferir / Mitigar / Tolerar

    III – MÉTODOS DE MAPEAMENTO DE RISCOS INDUSTRIAIS

    Métodos Indutivos / Métodos Dedutivos.

    Hazard and Operability Analysis – HAZOP

    Definição; Escopo, Objetivos, Responsabilidades, Equipe. Preparação; Planejamento, Coleta de dados, Organização. Aplicação; Dividir, Selecionar, Buscar desvios, Identificar causas e consequências, Identificar dispositivos, Medidas mitigatórias, ações corretivas. Acompanhamento; Validação de resultados, Relatório, Monitoramento das ações, Reavaliação de componentes.

    Failure Mode and Effects Analysis – FMEA

    Modo de Falha: como ocorre; qual frequência; quais componentes.

    Mecanismos de Falha: sobrecarga; fadiga; desgaste; contaminação; oxidação.

    Sistema: Componente; função; modos de falha, causas, frequência, efeito; gravidade; controles.

    Fault Tree Analysis – FTA

    Análise Preliminar / Desenvolvimento da Árvore / Análise Quantitativa / Análise Quantitativa

    Regras de Criação / Exemplos

    Portas / Conjuntos / Álgebra Booleana

    Leis / Conjuntos / Conjuntos de Corte

    Algoritmo de Vasely-Fussel

    III – CONFIABILIDADE

    Visão tradicional / Visão competitiva

    Disponibilidade / Confiabilidade

    Perdas de Confiabilidade: Projeto; Fabricação / Obtenção; Operação; Manutenção

    Objetivos de Uma Política de Confiabilidade

    Gestão da Confiabilidade

    Plano de Confiabilidade

    Requisitos de Confiabilidade

    Critérios de Projeto para Confiabilidade

    Medição da Confiabilidade

    Distribuição das probabilidades de falha de um item ao longo do tempo

    Função Confiabilidade* (R)

    Função Taxa de Falhas* (h)

    Curva da Banheira

    Distribuições de probabilidades de vida

    Distribuição exponencial

     

    Indicadores da confiabilidade

    Tempo médio esperado de funcionamento antes da falha

    Meia vida

    Numero de falhas por período

    Confiabilidade de Sistemas

    Componentes em série

    Componentes redundantes

  • Certificação

    O certificado de Curso de Extensão será emitido pelo IPETEC – Instituto de Pesquisa, Educação e Tecnologia.

  • Documentação

    • Cópia do RG;
    • Cópia do CPF (ou do responsável);
    • Cópia do Comprovante de Residência
  • Investimento

UnidadeValor do Curso
02 parcelas de
Rio de JaneiroR$ 207,00
Formas de Pagamento:
Dividido em 2 vezes de R$ 207
A vista com 20% de Desconto R$ 331,20