Nutrição em Saúde Pública

  • Carga Horária

    360 horas

  • METODOLOGIA A DISTÂNCIA

    • Aulas são online, ao vivo em tempo real
    • 100%  (por cento) da carga horária do curso com aulas online, ao vivo em tempo real.
    • As aulas  ministradas ao vivo, são gravadas e disponibilizadas na  Plataforma de apoio, além disso ficam disponíveis, material de aula e exercícios  obrigatórios e as notas.
    • As notas são dadas pela correção dos exercícios  ou trabalhos solicitados pelos professores de cada disciplina
    • Não haverá prova presencial em nenhuma disciplina.
    • Não há diferença entre os  certificados de cursos presenciais ou a distância.
  • Coordenação Acadêmica

    Andréa Bittencourt de Santana Teixeira

    Mestre em Ciências

  • Objetivos

    Habilitar o profissional nutricionista a atuação em políticas públicas em alimentação e nutrição, buscando contribuir para o avanço da ciência e para a promoção da saúde da população.

  • Programa

    HISTÓRIA DA SAÚDE PÚBLICA E EPIDEMIOLOGIA DA NUTRIÇÃO E DEMOGRAFIA (27h)

    Definição e aplicações da epidemiologia tradicional. Utilização dos métodos epidemiológicos para investigação do papel da alimentação e nutrição nos processos de saúde e doença. Métodos empregados em epidemiologia nutricional para investigação do estado nutricional de grupos populacionais. Antropometria: padronização e erro técnico da medida. Diagnóstico nutricional em populações. Indicadores aplicados aos distúrbios nutricionais específicos. Metodologias de estudos de composição corporal em populações. Validade e confiabilidade dos métodos. Monitorização e vigilância nutricional.

    PSICOLOGIA E COMPORTAMENTO ALIMENTAR  (18h)

    Conhecimentos básicos em psicologia. Interação humana e relações interpessoais. Aspectos interatuantes na relação do nutricionista com o paciente (cliente e família). Instrumentalização do nutricionista para a escuta psicológica na sua prática. Formação da personalidade. Concepções do normal e patológico. Aspectos biopsicossociais envolvidos no comportamento alimentar e nos transtornos alimentares. Implicações dos modelos familiares no desenvolvimento de hábitos alimentares, compulsão. Perdas.

    PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO À SAÚDE (18h)

    Histórico do movimento de Promoção da Saúde. Conferências internacionais e nacionais sobre promoção saúde. Conceitos atuais e emergentes em promoção da saúde. Políticas públicas de promoção da saúde no Brasil. Estratégias de Intervenção em Promoção da Saúde. Educação em saúde. Pressupostos teóricos norteadores das políticas e práticas de promoção da saúde

    MÉTODOS QUALITATIVOS EM SAÚDE (18h)

    A disciplina busca desenvolver habilidades e interesses para pesquisa qualitativa em saúde, considerando que os processos da saúde e da doença estão sujeitos a um conjunto de influências sociais e culturais que extrapolam sua dimensão biológica.

    ATENÇÃO DIETÉTICA NAS CARÊNCIAS NUTRICIONAIS (27h)

    Diagnóstico dos principais problemas nutricionais. Planejamento como instrumento de intervenção nutricional em coletividades

    EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL (18h)

    Alimentação e cultura. Educação e processo educativo. O processo de comunicação. O comportamento alimentar: componentes cognitivos, afetivos e situacionais. Abordagens para mudança de comportamento. Planejamento de programas educacionais. Os diferentes instrumentos da ação informativa e educativa. A educação nutricional como instrumento de ação da nutrição aplicada individual e coletiva.

     

    ASPECTOS E CONDUTAS NUTRICIONAIS NAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS (27h)

    Abordagem dos aspectos relacionados ao papel do nutricionista no cuidado nutricional ao enfermo. Nutrição nas doenças gastrointestinais (boca, esôfago, estômago e intestinos). Nutrição na obesidade, magreza, desnutrição, diabetes, hipertensão arterial, doença renal, hepática e cardiovascular, além de determinados tipos de câncer e carências nutricionais.

    NUTRIÇÃO MATERNO-INFANTIL (18h)

    Nutrição na gravidez e na lactação. Fatores epidemiológicos no prognóstico da gravidez e na lactação; gestação de risco, aleitamento materno – fisiologia e técnicas; excreção de drogas no leite humano; alimentação complementar; orientação para o desmame; aleitamento artificial; alimentação no primeiro ano de vida; guia alimentar para crianças de seis meses a 24 meses

    NUTRIÇÃO E GERIATRIA (18h)

    Teoria do Envelhecimento. Processo de envelhecimento. Longevidade. Cuidado nutricional em geriatria. Planejamento Dietético. O Papel da Nutrição em Gerontologia e Geriatria: Avaliação do Estado Nutricional, Prescrição Dietética e Dietoterápica Para Idosos Institucionalizados, de Vida Livre, Praticantes Ou Não de Atividade Física, Suplementação Nutricional.

    SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRIÇÃO SOCIAL (18h)

    Fome, Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) e Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA). Determinantes da Insegurança Alimentar e Nutricional (IAN). Modelo de desenvolvimento e crises econômicas. Sistema Alimentar brasileiro. Política, reforma agrária, agricultura familiar, ecológica, tradicional, insumos e sementes geneticamente modificadas. Produção, disponibilidade, desperdício de alimentos e suas implicações ambientais. Água como Direito Humano. Leis e políticas que estruturam programas de SAN. Caracterização e avaliação de intervenções e programas emergenciais e estruturais de SAN.

    POLÍTICAS PÚBLICAS DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO (27h)

    Apresentar o cenário histórico e contexto político da emergência do campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva no Brasil. Discutir as principais ações, programas e políticas de alimentação e nutrição vigentes no Brasil, suas bases teóricas, seus mecanismos de gestão e seus indicadores de monitoramento e avaliação. Relacionar o cenário e as ações, programas e/ou políticas nacionais com panorama internacional. Discutir as novas perspectivas para a temática da alimentação e nutrição nas políticas públicas.

    POLÍTICAS DE ATENÇÃO NUTRICIONAL AOS POVOS INDÍGENAS (18h)

    Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas. Vigilância alimentar e nutricional no âmbito da saúde indígena. Povos indígenas e o processo saúde-doença.

    VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E PRIORIDADES EM SAÚDE (18h)

    Vigilância Epidemiológica. Vigilância Sanitária. Vigilância ambiental. Territorialização. Dinâmica da população. Diagnóstico de Saúde da comunidade. Processo saúde e doença; o objeto do estudo da epidemiologia e sua aplicabilidade à nutrição; as medidas de morbidade e mortalidade ao estudo de quesitos nutricionais no Brasil, os modelos utilizados na prática profissional de nutrição

    ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA (18h)

    Modelo de Atenção Integral à saúde existente no Brasil, destacando a Saúde da Família como estratégia para a viabilização da atenção primária e promoção da saúde; a operacionalização da estratégia Saúde da Família e as responsabilidades das esferas de governo na atenção primária de saúde no Pacto pela vida em defesa do SUS.

    ÉTICA E SAÚDE PÚBLICA (18h)

    Fundamentos da saúde pública e privada. Organização do Sistema Único de Saúde. Gestão e Legislação do SUS. O controle social no setor saúde. Gestão e Legislação do Sistema Suplementar de Saúde. Saúde Privada: Política e Organização dos Serviços de Saúde. Ética e bioética. Política de Humanização

    AVALIAÇÃO NUTRICIONAL (18h)

    Introdução ao estudo da avaliação nutricional. Indicadores do estado nutricional. Métodos e Técnicas de Avaliação do Estado Nutricional e de Composição Corporal. Inquéritos dietéticos. Avaliação bioquímica e clínica do estado nutricional. Prática de avaliação nutricional em serviços de saúde e aparelhos sociais. Bioética da pessoa.

    PLANEJAMENTO, GESTÃO E AVALIAÇÃO E SAÚDE (18h)

    Introdução à gestão da Saúde Coletiva como área de atuação do Nutricionista; Introdução às especificidades da gestão no setor de saúde; Integração entre Saúde da Coletiva e o SUS; Mecanismos de financiamento e gestão da Saúde Coletiva; O uso dos principais sistemas de informação para o planejamento e avaliação da Saúde Coletiva.

    METODOLOGIA DA PESQUISA (18h)

    Método científico. Normas científicas e técnicas de redação de TCC. Como analisar trabalho científico. Definição do tema. Organizar e redigir uma dissertação científica. Elaboração do projeto de pesquisa. Como redigir um artigo científico. Como apresentar um trabalho científico.

  • Certificação

    De acordo com a legislação do MEC em vigor, serão concedidos certificados de Pós-Graduação – Lato Sensu, Especialização ou MBA, dos cursos ministrados pela Universidade Católica de Petrópolis, com o apoio do Instituto de Pesquisa, Educação e Tecnologia, aos alunos que obtiverem aproveitamento mínimo requerido (nota 7), frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) no curso e tiverem seu trabalho final de curso ( TCC) ou monografia aprovado.

  • Documentação

    • Identidade e CPF (cópia)
    •  Certidão de Nascimento ou Casamento (cópia)
    •  Comprovante de Residência (cópia)
    •  Diploma de Graduação (cópia autenticada)
    •  Histórico Escolar
    •  3 Fotos 3×4
  • Investimento

Unidade24 parcelas
*Mensalidade até o dia 10
Valor da Mensalidade
Rio de JaneiroR$ 372,60R$ 414,00

* Desconto de 10% para pagamento efetuado até o dia 10 de cada mês.
Para pagamento à vista: desconto de 20% no valor total do curso.

Taxa de matrícula: R$ 90,00