Engenharia de Inspeção e Manutenção na Indústria do Petróleo

  • Carga Horária

    360 horas

  • Objetivos

    Qualificar profissionais na área de Engenharia com ênfase em Manutenção e inspeção de equipamentos e sistemas voltados para o segmento de exploração e produção de petróleo, considerando os Procedimentos de Execução, Prazos, Custos e Requisitos de Qualidade, Saúde, Meio Ambiente e Segurança.

  • Competências e Perfil do especialista

    Profissional capacitado a efetuar, testemunhar e fiscalizar a inspeção de equipamentos em qualquer uma das fases de fabricação, recebimento, construção, montagem e operação. Efetuar o registro resultados técnicos. Identificar e quantificar os riscos de acidentes. Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção; Fiscalização de obra e serviço técnico em empreendimentos industriais. Emitir parecer técnico, realizar planos de inspeção de equipamentos. Gerenciar o controle da qualidade dos trabalhos de manutenção, fabricação construção e montagem. Estabelecer estratégias e políticas de manutenção, Indicadores, programação e controle de manutenção. Gerenciamento dos projetos, gestão de pessoas e processos na manutenção.

  • Programa

    GERENCIAMENTO DE PROJETOS (18h) 

    Conceitos de projetos. Atualização PMBOK – 7ª edição: Mudança no padrão de gerenciamento de grupos de processos para gerenciamento por princípios. Abordagem tradicional: Conhecimento dos processos: Iniciação, Planejamento, Execução, Monitoramento, Controle e Encerramento.  Abordagens ágeis, adaptativas e híbridas (mistura das tradicionais com as ágeis) para dentro dos possíveis contextos e cenários aos quais os projetos possam estar inseridos. Princípios de Entrega do Projeto. Domínios de Desempenho do Projeto.

    ENGENHARIA DA CONFIABILIDADE (18h) 

    Etapas da aplicação da confiabilidade; Custos da manutenção e da produção em função da confiabilidade; Classificação dos modos de falha; Manutenção (Preventiva, Preditiva, Detectiva, Engenharia de Manutenção, Manutenção Corretiva); Curva da Banheira; Parâmetros da confiabilidade; TMPR –Tempo médio para reparos; Análise de Árvore de Falhas – Elementos lógicos. Análise Funcional; Análise de Criticidade; Analise de modo e efeito crítico de Falha; Análise das Causas-Raízes de Falha.

    SISTEMA DE PRODUÇÃO E PROCESSAMENTO DE PETRÓLEO E GÁS (36h) 

    Definições do Petróleo e do Gás Natural. Importância e Geopolítica. Exploração, Reservatórios, Perfuração, Completação, Elevação e Escoamento. Exemplos de controle de nível. Coluna de destilação. Processamento do petróleo e gás. Vasos Separadores. Processamento e condicionamento do Gás. Tratamento do óleo. Unidades de Produção. Processamento do Petróleo e do Gás. Tratamento da Água de Injeção. Eletrostáticos. Separação Trifásica e Tratamento de Gás

    SISTEMAS DE GERAÇÃO DE ENERGIA (18h) 

    Sistemas de Geração de Energia; Capacidade Instalada; Geração Termoelétrica – Principais Configurações; Ciclo Simples. Combinado-Co-geração; Termelétrica a Vapor. Motor de Combustão Interna – MCI; Turbinas a Gás Natural; Sistemas auxiliares; combustível; lubrificação; partida; Manutenção. Controle de sistemas de cogeração de energia. Geradores operando em paralelo.

    GESTÃO DA MANUTENÇÃO (36h)

    Introdução à Gestão da Manutenção. Conceitos e Termos utilizados na Manutenção. Tipos de Manutenção: Corretiva, Preventiva e Preditiva. Endereçamento de máquinas, equipamentos e peças (etiqueta TAG). Geração, emissão e acompanhamento de ordens de serviço (OS). Criticidade dos equipamentos. Gestão da Lubrificação Industrial. Plano de manutenção. Plano mestre de manutenção. Controle de materiais. Curva da banheira. O que é o TPM. TPM pilares primários. OEE: overall Effect Equipment. Planilha OEE. TPM – pilares secundários. TPM – matriz de competência. LCC – life cicle cost. WCM: world class maintenance. Planilha 80/52. Tipos de manutenção. A Importância da Integração de Técnicas Preditivas. Indicadores e Índices; Conceitos e Definições; Uso De Indicadores Na Engenharia De Manutenção; Tipos De Indicadores.

    PLANEJAMENTO DA MANUTENÇÃO (18h)

    Definição de PCM, Função do PCM no setor de manutenção. Geração, emissão e acompanhamento de planos de manutenção preventiva e preditiva. Alocação de recursos e priorização.  Fluxograma de decisão para as atividades de manutenção industrial. Planejamento e programação de paradas de manutenção. Acompanhamento das atividades estipuladas na parada de manutenção. Reuniões e Relatórios gerenciais. Estratégias de gerenciamento na manutenção Lean. Ferramentas de suporte ao planejamento. Planejamento

    GESTÃO DE ATIVOS (18h)

    O que é um ativo. Qual a função da “Gestão de ativos”. Como começar a gerir ativos de forma eficiente. O papel da tecnologia da gestão de ativos. Tendência da gestão de ativos no mundo. PAS 55 e ISO 55.000. Metodologias ágeis na gestão de ativos através da transformação digital. Inteligência artificial na Gestão de ativos. Métodos De Otimização Da Manutenção Industrial Aplicados na geração de valor. Gestão de ativos para indústria 4.0. Diferenças entre Gestão de ativos e Gestão da manutenção.

    PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E EXPLOSÕES (18h)

    Legislação e normas brasileiras. Programas de proteção. Química e física do fogo; Avaliação de carga-incêndio. Análise dos processos industriais. Sistema de detecção, alarme, sistemas fixos e móveis de combate a incêndio; Agentes extintores. Rede de hidrantes. Equipe de combate a incêndio. Inspeções.

    INSPEÇÃO NÃO DESTRUTIVA DE EQUIPAMENTOS OFFSHORE (18h)

    Equipamentos, Inspeção na fabricação de risers rígidos, Inspeção em serviço de risers rígidos, Inspeção na fabricação de risers flexíveis, Inspeção Remota – ROV, Monitoramento e Gerenciamento da Integridade de Risers.

    TECNOLOGIA DE SOLDAGEM (18h)

    Tecnologia de soldagem I. Tecnologia de soldagem II. Tensões Residuais e Deformações. Caldeiraria e Delineamento. Fixação de equipamentos e tubulações. Fragilidade das áreas soldadas e das zonas termicamente afetadas. Tratamento e inspeção de cordões de solda. Soldagem em reparação naval e offshore.

    METROLOGIA (18h)

    Objetivos da Medição; Confiabilidade Metrológica; Áreas de Atuação da Metrologia; Dimensões das Grandezas; Análise Dimensional; Algarismos Significativos. Rastreabilidade; Calibração e Ensaio. Processo de Medição; Exatidão; Precisão; Repetibilidade e Reprodutibilidade. Deriva Instrumental; Erro Máximo Admissível; Correção, Ajuste; Incerteza de Medição. ISO 10012 (Sistemas de gestão da medição).

    TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE E PROTEÇÃO ANTICORROSIVA (27h)

    Corrosão galvânica. Corrosão seletiva. Corrosão por pites e por frestas. Corrosão sob tensão e fragilização por hidrogênio, corrosão sob fadiga. Corrosão intergranular. Corrosão atmosférica. Corrosão pelo solo. Corrosão no concreto. Aspectos gerais da proteção anticorrosiva. Proteção por revestimentos metálicos e por revestimentos orgânicos. Proteção por revestimentos metálicos e por revestimentos orgânicos. Inibidores de corrosão. Proteção catódica. Tratamento de superfícies. Pintura e revestimentos.

    MANUTENÇÃO DE REVESTIMENTO ESTRUTRUAIS (18h)

     Pintura. Tintas Anti-incrustantes. Removendo a Pintura. Absorção de Água. Tratamento conveses e estruturas.

    FORNOS E CALDEIRAS INDUSTRIAIS (18h) 

    NR 13 (Inspeção de Caldeiras Industriais): Aquecimento; Geração de energia; Produção de vapor; Classificação das Caldeiras quanto ao tipo de Combustível; Inspeção de caldeiras. Inspeção Baseada em Risco. Previsibilidade; capacidade de detecção do risco; Fatores que contribuem; Tipos de abordagem; Probabilidade de falha; Consequência de falha; Matriz de risco; Equipe para análise; Evolução do Risco. Controle Antecipatório. Controle forno industrial, caldeiras e trocadores de calor.

    AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL, CONTROLE E INSTRUMENTAÇÃO (18h)

    Automação Industrial. Ferramentas tecnológicas da indústria 4.0. Manutenção e gestão na indústria 4.0. Controle e Instrumentação de Processo, Monitoração de vibração, deslocamento e velocidade. Incerteza de medição, lógica e Intertravamento de Segurança, Classificação de Áreas e Tipo, Grau de Proteção. Sensores Fogo e Gás. 

    COMISSIONAMENTO, PRÉ-OPERAÇÃO E OPERAÇÃO ASSISTIDA (27h) 

    Testes de Aceitação de Fabricação (TAF) Condicionamento, Preservação, Manutenção, Certificação de Aceitação Mecânica de Sistemas e Sub-sistemas (CCM de SOP e SSOP). Testes de Aceitação de Performance (TAP), Termos de Transferências e Aceitação de Sistemas – TTAS 1 e 2, Testes de Confiabilidade, Testes de Desempenho da Instalação.

    METODOLOGIA DA PESQUISA (18h)

    Redação Técnica e Metodologia de Pesquisa. Estrutura do Trabalho de Conclusão de Curso TCC. Discussão dos temas de TCC.

  • Certificação

    De acordo com a legislação do MEC em vigor, serão concedidos certificados de Pós-Graduação – Lato Sensu, Especialização ou MBA, dos cursos ministrados pela Universidade Católica de Petrópolis, com o apoio do Instituto de Pesquisa, Educação e Tecnologia, aos alunos que obtiverem aproveitamento mínimo requerido (nota 7), frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) no curso e tiverem seu trabalho final de curso ( TCC) ou monografia aprovado.

  • Documentação

    • Identidade e CPF (cópia)
    • Certidão de Nascimento ou Casamento (cópia)
    • Comprovante de Residência (cópia)
    • Diploma de Graduação (cópia autenticada)
    • Histórico Escolar
    • 3 Fotos 3×4

  • Investimento

Unidade24 parcelas
*Mensalidade até o dia 10
Valor da Mensalidade
Rio de JaneiroR$ 491,83R$ 546,48

* Desconto de 10% para pagamento efetuado até o dia 10 de cada mês.

Para pagamento à vista: desconto de 20% no valor total do curso

Taxa de Inscrição: R$ 90,00